Conteúdo da Notícia

Promojud do TJCE é tema de painel no XIV Encontro Nacional do Poder Judiciário realizado pelo CNJ

Publicado em: 26-11-2020

O Programa de Modernização do Poder Judiciário do Estado do Ceará (Promojud) é o tema central do Painel “A Justiça 100% Digital e o Centro de Inteligência do Poder Judiciário”, que será realizado nesta sexta-feira (27/11) às 11h, na programação do XIV Encontro Nacional do Poder Judiciário, realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O evento acontecerá por meio da plataforma Cisco Webex e tem transmissão pelo canal oficial do CNJ no Youtube.

A apresentação do Promojud será feita pelo presidente do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), desembargador Washington Araújo. A Corte cearense é a única estadual a ter tema apresentado no evento em que participam os presidentes dos 91 tribunais brasileiros, assim como integrantes da Rede de Governança Colaborativa do Poder Judiciário, responsáveis pela área de Gestão Estratégica e servidores da área de estatística.

Representando o CNJ, também participam do painel sobre o Promojud o conselheiro Rubens Canuto Neto, presidente da Mesa, Valter Shuenquener de Araújo, secretário-geral e Marcus Livio Gomes, secretário Especial de Programas, Pesquisas e Gestão Estratégica.

O XIV Encontro Nacional do Poder Judiciário foi iniciado nesta quinta-feira (26) com objetivo de obter a Aprovação das Metas Nacionais dos segmentos de Justiça para 2021, bem como premiação do Selo CNJ de Qualidade 2020 e apresentação de projetos e temas relevantes ao Poder Judiciário.

O PROGRAMA
A transformação digital proposta pelo Promojud do TJCE será impulsionada com a obtenção do empréstimo de US$ 35 milhões junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Esse investimento será dividido em duas frentes: “governança e gestão judiciária” e “transformação digital para o aprimoramento ao cidadão”, sendo esta última o destino de 80% do aporte, com foco na inteligência artificial para melhorar a prestação de serviço aos usuários da Justiça, com atendimento moderno e aperfeiçoado, processo judicial célere e infraestrutura tecnológica modernizada.

O Programa também é uma expansão das atividades que estão sendo executadas pelo TJCE, como o Programa de Celeridade e o Núcleo de Produtividade Remota. Com essas medidas, o Judiciário conseguiu um incremento de 35% na produtividade. Os dados, do ano passado, mostram que o Judiciário cearense avançou no Índice de Produtividade dos Magistrados (IPM), alcançando média de 1.104 processos baixados, ou seja, aqueles que tiveram um desfecho final. Os esforços fizeram com que o Tribunal do Ceará avançasse sete posições, conforme o relatório “Justiça em Números” 2019, publicado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), divulgado em agosto deste ano.