Conteúdo da Notícia

Nupemec entrega certificado para conciliadores que concluíram Curso de Formação

Publicado em: 04-05-2018

O Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) entregou, nesta sexta-feira (04/05), certificados do Curso de Formação de Conciliadores e Mediadores para 17 pessoas, entre elas, um casal que conclui a capacitação juntos.

Nonato e Elizete Portela, casados há 20 anos, viram no curso a oportunidade de serem “instrumentos de facilitação e pacificação na sociedade”, como define a administradora que, após o esposo iniciar o treinamento, foi incentivada a fazê-lo também. “Para mim, o curso é fundamental, não só pela questão de poder contribuir com o Judiciário, o que já é muito importante, mas principalmente porque somos despertados a resolver os conflitos de forma mais simples e amigável. E ajudar os outros a perceberem isso também, é gratificante”, externou, emocionada.

Para o esposo, que é servidor federal aposentado, “atuar nas audiências como mediador e conciliador, durante o período de estágio supervisionado, me fez perceber que o diálogo é sempre a melhor saída. Essa nova visão que o Judiciário está aderindo não só resolve os problemas dos litigantes, mas traz aproximação”.

Ao entregar os documentos aos formandos, o juiz Sérgio Luiz Arruda Parente, coordenador do Nupemec, destacou a função dos novos conciliadores. “Todos nós somos uma espécie de restauradores. Estamos ali para ouvir e direcionar, da melhor forma possível, as pessoas a chegarem a um consenso. Poder colaborar com isso, é muito satisfatório. Vocês são fundamentais ao Judiciário. A nossa tarefa ficará mais fácil com a presença e o trabalho de vocês”, reforçou o magistrado.

A estudante de Direito, Fabíola Fernandes, também concludente, falou que as técnicas aprendidas durante a capacitação “serão indispensáveis não só em minha carreira profissional, mas na vida pessoal”. Ao falar sobre a motivação em participar do curso, ela destacou que a experiência que teve quando estagiou na 2ª Unidade do Juizado Especial Cível da Capital, foi decisiva para a escolha. “Tive a oportunidade de conhecer essa atividade e me encantei pelo trabalho desenvolvido. Eu me visualizei ali, sendo mediadora.”

O CURSO

O curso consta de aulas teóricas, divididas em duas fases (modalidade de Educação a Distância e Presencial), e aulas práticas, que são formadas por estágios supervisionados. A carga horária total é de 120 h/a, sendo 60 h/a teóricas, 40 h/a na modalidade a distância, 20 h/a presenciais e 60 h/a de estágio. Após a capacitação, os participantes estão aptos a atuarem, de forma voluntária, em unidades Judiciárias da Justiça estadual.

Os treinamentos atendem à Resolução 125/2010 do Conselho Nacional de Justiça, que dispõe sobre a Política Judiciária Nacional de tratamento adequado dos conflitos de interesse. O Nupemec, supervisionado pela desembargadora Tereze Neumann Duarte Chaves, é o órgão do TJCE que gere a política de mediação e conciliação (práticas alternativas de resolução de litígios).