Conteúdo da Notícia

Tribunal de Justiça leva ao Fórum de Fortaleza exposição em homenagem aos 160 anos de Clóvis Beviláqua

Publicado em: 07-10-2019

A exposição em homenagem aos 160 anos de Clóvis Beviláqua, conhecido pela elaboração do anteprojeto do primeiro Código Civil Brasileiro, chega nesta terça-feira (08/10) ao Fórum que leva o nome do jurista, na Capital cearense. A cerimônia de abertura ocorre às 11h, no hall da entrada principal, e a mostra permanece durante o mês de outubro para apreciação da população.

A exposição é promovida pelo Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), por meio da Coordenadoria do Memorial do Poder Judiciário, e conta com objetos históricos do acervo pessoal do jurista (livros, fotografias, cartas e outros documentos). Todo esse material foi cedido pelo Memorial do Poder Judiciário estadual, que fica localizado no Palácio da Justiça, bairro Cambeba, em Fortaleza.

Antes de chegar ao Fórum, a mostra foi lançada no Shopping Rio Mar Fortaleza na sexta-feira (04) e permaneceu no espaço até esse domingo, dia 6. Participaram do lançamento os desembargadores Washington Araújo (chefe do Judiciário cearense), Nailde Pinheiro (vice-presidente do TJCE) e Sérgio Parente (coordenador do Memorial do Poder Judiciário).

Segundo o desembargador Sérgio Parente, o objetivo foi mostrar não apenas o jurista, mas também o lado pessoal de Clóvis Beviláqua e a relação de amor com a esposa, Amélia de Freitas.

Para o presidente do TJCE, a homenagem foi “de suma importância para resgatar a memória do grande Clóvis Beviláqua, maior jurista cearense, e sua relevância para a História e para as letras jurídicas do Brasil”. A desembargadora Nailde Pinheiro destacou o “momento ímpar de saída do Memorial do Poder Judiciário para um local público” com finalidade educativa, pois “as pessoas muitas vezes desconhecem” essas figuras históricas.

Natural de Viçosa do Ceará, cidade onde nasceu Clóvis Beviláqua, a pedagoga Tânia França assistiu à abertura da exposição sobre a vida do conterrâneo. “Gostei muito. Acho importante essa memória e esse contato mais próximo do Judiciário com as pessoas”, declarou.

O designer Fábio Frota é colaborador do TJCE e sobrinho-neto de Clóvis Beviláqua. Ele idealizou o layout da exposição e disse que foi emocionante poder contribuir com essa homenagem ao parente ilustre. “Participei desde o início do projeto e fui me identificando com os objetos pessoais, os livros do acervo pessoal dele. Essa relação com meu antepassado me deixa emocionado, porque também faz parte da história da minha família”, disse.

BIOGRAFIA
Clóvis Beviláqua nasceu em 4 de outubro de 1859, na cidade de Viçosa do Ceará. Foi escritor, filósofo, jornalista, sociólogo e jurista. Dominava várias línguas estrangeiras, destacando-se alemão, italiano, francês e inglês. Sua maior contribuição foi o projeto do Código Civil Brasileiro de 1916.

O jurista ocupou o cargo de deputado, presidiu o Congresso Constituinte da Câmara dos Deputados do Ceará em 1891 e foi escolhido como membro-fundador da Academia Brasileira de Letras em 1897. Foi nomeado como consultor jurídico do Ministério das Relações Exteriores de 1906 a 1934. Integrou o Comitê de Juristas do Conselho da Sociedade das Nações, em 1920, contribuindo para o projeto final da Corte Permanente de Justiça Internacional.

Confira mais fotos do evento na galeria.

SERVIÇO
Evento: Exposição “160 anos de Clóvis Beviláqua”
Local: hall da entrada principal do Fórum Clóvis Beviláqua (rua Des. Floriano Benevides Magalhães, 220 – Edson Queiroz)
Período: de 08/10 a 31/10
Horário: 8h às 17h