Conteúdo da Notícia

Esmec inicia nesta quarta-feira programação do mês de abril com palestra sobre Direito e Poesia

Publicado em: 06-04-2021

A Escola Superior da Magistratura do Estado do Ceará (Esmec) estreia a programação das palestras online do mês de abril com o tema “Direito e Poesia: um encontro (im)possível”. O evento ocorre nesta quarta-feira (07/04), às 14 horas e terá a participação do professor e poeta espanhol Alfredo Perez Alencart.

O evento é reconhecido pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados, cuja Resolução n. 11 de 18 de dezembro de 2020 afirma para fins de promoção, o magistrado poderá agora realizar até 12 horas-aula, das 40 anuais exigidas, participando de eventos diversos dos já tradicionais cursos oficiais, tais como seminários, congressos, palestras, conferências e jornadas.

A palestra virtual é aberta ao público e será transmitida ao vivo através do Canal Esmec TJCE no Youtube. Para obter certificado basta registrar frequência no link disponível na descrição do vídeo. Vale ressaltar que para magistrados e servidores é necessário realizar a inscrição prévia através do formulário eletrônico para emitir o certificado com o reconhecimento da Enfam.

A palestra será ministrada em espanhol.

Sobre o palestrante:

Alfredo Perez Alencart: O poeta Alfredo Pérez Alencart nasceu em Puerto Maldonado, Peru (1962), mas está radicado há anos em Salamanca, Espanha, onde é professor universitário desde 1987. Tradutor e ensaísta. Membro da Academia Castelhana e Leonesa da Poesia. Recebeu, pelo conjunto da obra, o Prêmio Internacional de Poesia Medalha Vicente Gerbasi, do Círculo de Escritores de Venezuela, e o Prêmio de Poesia Juan Baños, de Valadoli. Como poeta publicou La voluntad enhechizada (2001), Madre selva (2002), Ofrendas al tercer hijo de Amparo Bidon (2003), Pájaros bajo la piel del alma (2006), Hombres trabajando (2007), Cristo del alma (2009), Estación de las tormentas (2009), Savia de las Antípodas ( 2009), Aquí hago justitia (2010) e Cartografia de las revelaciones (2011). Sua poesia tem sido traduzida para o português, alemão, inglês, russo, italiano, francês e outros idiomas. Teve publicado no Brasil, em 2011, o livro Cristo da alma, com tradução e prefácio de Cláudio Aguiar, posfácio de Carlos Nejar.