Conteúdo da Notícia

Começam nesta terça-feira as inscrições para o III Curso de Mediação em Saúde do Nupemec

Publicado em: 28-07-2020

Têm início nesta terça-feira (28/07) as inscrições para o “III Curso de Mediação em Saúde”, promovido pelo Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), em parceria com o Comitê Executivo de Saúde do Estado do Ceará.

Realizada na modalidade à distância por meio do Portal de Educação, a capacitação disponibiliza 90 vagas, sendo 30 para profissionais indicados pelo Comitê Executivo e 60 destinadas a servidores e estagiários lotados nos Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC), em caráter preferencial, e para servidores de unidades judiciárias e administrativas, conciliadores e mediadores voluntários atuantes nos CEJUSCs, por ordem de inscrição.

Os interessados devem acessar o link e informar nome completo, matrícula, cargo e lotação. Em caso de conciliadores, será necessário incluir o CPF e o centro de atuação. As inscrições seguem até o dia 4 de agosto.

O curso terá início em 19 de agosto e será ministrado pelo instrutor Flávio Rodrigues, acontecendo integralmente na modalidade à distância. A carga horária é de 40 h/a, dividida em quatro módulos, devendo cada módulo ser acessado no período de uma semana, totalizando quatro semanas de aulas.

A iniciativa faz parte do programa de capacitação continuada de conciliadores e mediadores promovido pelo Núcleo. A assistente de apoio técnico do Nupemec, Mariana Viana Mont’Alverne, explica que o tema foi escolhido em virtude da “natureza sensível e urgente das demandas envolvendo o direito a saúde e a necessidade de dispormos de profissionais qualificados para os atendimentos pela via autocompositiva nesta seara”. Para saber mais sobre o conteúdo da capacitação, clique aqui.

Os cursos anteriores já capacitaram 130 conciliadores e mediadores, entre servidores e voluntários que atuam nos Cejuscs e demais unidades judiciárias, além de profissionais de saúde que desejaram conhecer mais sobre os métodos consensuais.