Conteúdo da Notícia

Programa de TV mostra como a Justiça do Ceará enfrenta os desafios da pandemia

Publicado em: 28-07-2020

O “Judiciário em Evidência” está de volta com edição especial sobre os desafios na Justiça cearense na pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O TeleTrabalho tem sido essencial à manutenção dos serviços em todo o Estado. As equipes de reportagem trazem ao telespectador as bases do home office, o novo sistema de atuação, os benefícios, a produtividade e a satisfação com o modelo remoto.

O cidadão usuário final tem boa avaliação do atendimento eletrônico das unidades do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) na Capital e no Interior. A microempreendedora Tânia Gurgel, que precisou acionar um Juizado Especial em Fortaleza para cancelar o plano de saúde, é uma das entrevistadas. Com o atual cenário, as vendas caíram muito e ela precisou cortar algumas despesas, mas encontrou resistência da operadora. “Eu achava que, com essa pandemia, não teria esse retorno [do Judiciário], mais agilidade, mas teve. De imediato retornaram, marcaram horário [da audiência], por videoconferência. Foi tudo maravilhoso.”

A mesma opinião têm os advogados Brena Arrais, Romero Lemos e Daniel Elias. Eles têm tido respostas mais ágeis com o trabalho remoto judicial. “Ficamos surpreendidos com a quantidade de intimações via Diário da Justiça, com o volume de despachos e até mesmo de sentenças em processos que já aguardavam resolução de mérito”, afirma Romero Lemos.

“Foi muito importante esse resultado, essa resposta da Justiça célere, que passa credibilidade à sociedade”, diz Brena Arrais. “O Judiciário simplesmente não parou e continuou movimentando os processos que estavam pendentes que, querendo ou não, eram encargos das Varas e dos Juizados”, avalia Daniel Elias.

Os servidores e magistrados também analisam o home office como um modelo que traz mais vantagens para todos. Um dos benefícios ao público externo é a maior agilidade. Já para o interno, os principais são mais qualidade de vida e economia de recursos, conforme pesquisa de satisfação feita pela Secretaria de Gestão de Pessoas do Tribunal.

O presidente do TJCE, desembargador Washington Araújo, destaca o investimento feito nos últimos anos em tecnologia que propiciou as condições necessárias ao TeleTrabalho. Ressalta ainda as novas medidas, como o Laboratório de Inovação e o Programa de Modernização do Judiciário (Promojud), que envolve financiamento de 35 milhões de dólares junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) a ser aplicado em interligência artificial e ações inovadoras. “Queremos que haja um nível de automação muito maior no processo judicial. Queremos pensar no TJ digital.”

A reportagem mostra também que, além de enfrentar os desafios da pandemia, o TJ cearense está se planejando para os próximos dez anos. Traz ainda a produtividade durante o período e outros dados de atendimento ao público.

Não deixe de assistir ao programa no site www.tjce.jus.br e no YouTube. Também é exibido no sábado, às 18h30, na TV Assembleia; no domingo, às 14h30, na TVC; na segunda-feira, às 14h30, na TV Fortaleza; e na terça-feira, às 20h, na TV O Povo.