Conteúdo da Notícia

Iniciadas vistorias para elaboração de projeto de climatização do Fórum Clóvis Beviláqua

Publicado em: 13-03-2020

Foi realizada hoje (13/03) a primeira vistoria técnica para elaboração do projeto de climatização das áreas de circulação de público no Fórum Clóvis Beviláqua (FCB). Com ordem de serviço assinada ontem pela gestão do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), foi inciada a fase de levantamento de informações para adequar o projeto às especificidades do prédio de 75 mil m² que recebe cerca de quatro mil pessoas por dia.

A iniciativa faz parte do programa FCB10, que destina recursos da ordem de R$ 10 milhões para melhorias estruturais e tecnológicas no Fórum, visando atendimento mais humanizado e célere para os usuários da Justiça em Fortaleza.

“Esta medida está totalmente em consonância com os valores do Fórum, assim como da gestão do TJCE, de fornecer sempre melhores condições para quem trabalha e para os usuários que acessam os espaços do Judiciário. O prédio do FCB é muito grande e exige um tratamento diferenciado quanto à questão climática, porque passou a receber cada vez mais pessoas e os deslocamentos internos distantes desfavorecem quem está nos corredores. Então, encontrar uma solução para esse problema vem ao encontro dos nossos anseios e do nosso valor de humanização”, explicou a diretora do Fórum Clóvis Beviláqua, juíza Ana Cristina Esmeraldo.

PRAZOS
A elaboração do projeto deve demorar até 150 dias, segundo informa o secretário de Administração e Infraestrutura do TJCE, Moisés Costa. “Iniciamos agora e a partir do estudo que será entregue pela empresa contratada vamos definir qual a solução mais viável e adequada para ser aplicada. Teremos muito cuidado na escolha porque é um prédio estruturalmente muito grande. O contrato estipula prazo de 150 dias para finalização do projeto, mas queremos otimizar esse tempo. Após isso, faremos o termo de referência para licitar a execução das obras. Entretanto, só podemos prever um prazo para o funcionamento da climatização após finalizado este projeto, quando poderemos dimensionar o tamanho da solução”.

Durante a vistoria técnica, Fábio Brito, diretor da empresa que venceu a licitação para elaboração do projeto, circulou nas dependências do FCB para conhecer a fundo as características do edifício. “Nosso objetivo é fazer um projeto que proporcione conforto térmico para o público e para quem trabalha no Fórum, sempre trazendo como premissa a melhor técnica e eficiência energética, que é muito importante”, destacou.

O engenheiro mecânico do TJCE, Cláudio Alcântara, enfatiza que os impactos financeiros estarão previstos nesta fase de projeto. “Serão apresentadas estimativas de custo de instalação, operação e manutenção. O Tribunal está investindo para melhorar os prédios da Justiça em várias comarcas pelo programa + Interior e agora vamos atender a essa demanda antiga da Capital, que é a climatização do Fórum Clóvis Beviláqua”, concluiu.