Conteúdo da Notícia

Tribunal de Justiça doa 50 toneladas de material reciclável e beneficia 20 famílias carentes

Publicado em: 04-02-2020

O aproveitamento de materiais tem se tornado cada vez mais frequente na rotina das pessoas, instituições e empresas. O descarte adequado dos resíduos produzidos pelo Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) possibilita não só a reutilização do material, mas também gera renda para várias famílias de Fortaleza que obtêm o sustento por meio da reciclagem.

Em 2019, a Associação dos Agentes Ambientais Rosa Virgínia, localizada no bairro Parque Santa Rosa, recebeu 50 toneladas de resíduos sólidos, beneficiando diretamente 20 famílias de recicladores associados. Desse total, 37 toneladas foram oriundos do Fórum Clóvis Beviláqua, o que representa mais de 70% do material.

Entre os materiais doados estão papel, plástico, metal, vidro, bateria e lâmpadas fluorescentes. Para Lusamara Mendes, responsável pela cooperativa, “o Tribunal é um grande parceiro. A doação que recebemos é de ótima qualidade, não se perde praticamente nada, porque já vem tudo separado. E isso faz com que a gente garanta a renda dos trabalhadores que dependem da Associação. Já contamos com essa parceria há cinco anos e só temos a agradecer.”

A destinação correta dos resíduos é uma das ações realizadas pelo Núcleo Socioambiental do TJCE para reduzir o impacto ao meio ambiente. De acordo com o coordenador do Núcleo, Wilson Lustosa, o Tribunal tem o Plano de Logística de Sustentável (PLS), criado em 2015, e que está em alinhamento com o planejamento estratégico do Judiciário Estadual Cearense.

“SELO TCE CEARÁ SUSTENTÁVEL”
Em dezembro último, o Tribunal de Justiça do Ceará foi homenageado com o “Selo TCE Ceará Sustentável”, entregue a órgãos que apresentaram ações, projetos, práticas ou campanhas alinhados com um ou mais objetivos do Desenvolvimento Sustentável, descritos na Agenda 2030 da Organização das Nações Unidades (ONU). A honraria, de iniciativa do Tribunal de Contas do Estado (TCE), é uma forma de reconhecer as ações de sustentabilidade desenvolvidas por órgãos da Administração Pública.

NÚCLEO SOCIOAMBIENTAL
Vinculado à Presidência do TJCE, o Núcleo foi instituído em fevereiro de 2018, pela Portaria nº 225. Ele é responsável pelo gerenciamento das questões socioambientais, promoção e coordenação das ações focadas no consumo consciente e sustentável. Tem caráter permanente, com atribuições relacionadas ao planejamento, implementação e monitoramento de metas e medidas pertinentes ao Plano de Logística Sustentável do Poder Judiciário Estadual. Atualmente é supervisionado pela desembargadora Maria Iraneide Moura Silva.