Conteúdo da Notícia

TJCE e TJPE debatem boas práticas e programas exitosos da Infância e Juventude em evento no Fórum

Publicado em: 04-12-2018

A Coordenadoria da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) está realizando, nestas terça e quarta-feira (04 e 05/12), a “Roda de Conversa II: Boas práticas e programas exitosos na Infância e Juventude”. O evento ocorre na Seção de Capacitação do Fórum Clóvis Beviláqua. Os expositores são gestores da Coordenadora da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça de Pernambuco (CIJ/TJPE). As discussões incluem práticas relacionadas a ações estratégicas e a experiências nas áreas socioeducativa e protetiva, além de formação continuada e produção cultural.

A exposição dos assuntos está a cargo da assistente social Gisely Couto (gerente do Núcleo de Assessoramento em Gestão e Planejamento) e do psicólogo Paulo Teixeira (gerente do Núcleo Interprofissional de Assessoria Especializada), ambos da CIJ/TJPE. Entre os participantes, estão servidores do Juizado da Infância e da Juventude de Fortaleza e de comarcas do interior. Na primeira manhã do evento, esteve presente o coordenador do Juizado, juiz Jaime Medeiros.

De acordo com Paulo Teixeira, estão sendo apresentados cerca de 15 programas e projetos do TJPE de várias áreas, como sistema socioeducativo, sistema protetivo e acolhimento institucional, além de ações de gestão das próprias Coordenadorias. “Esperamos que tanto a Coordenadoria de Pernambuco como a do Ceará saiam daqui prestando serviços e executando projetos de forma mais eficiente e eficaz à população”, disse.

Segundo Gisely Couto, “a intenção dessa parceria é trocar ideias, experiências de trabalho e auxiliar o desenvolvimento das ações e das estratégias de intervenção que são desenvolvidas aqui no TJCE”. Paulo Teixeira acrescentou que, a partir dessa troca, a expectativa é que, no momento seguinte, os “projetos possam ser pensados e executados de uma forma mais abrangente e eficaz, permitindo que os usuários, os jurisdicionados (no nosso caso, as crianças e os adolescentes), tenham um atendimento mais rápido, adequado, humanizado e mais eficaz também”.

Para a Coordenadoria da Infância e Juventude do TJCE, a realização do evento se deve ao êxito da “Roda de Conversa I”, ocorrida em setembro passado. Também atende a pedidos de magistrados, servidores e de demais operadores do Direito. A edição atual é um aprofundamento dos temas graças ao aumento da carga horária. Naquela ocasião, todos os programas e projetos do TJPE foram apresentados em um turno. Nesta, estão sendo (assim como suas formas de execução) em dois dias.

A CIJ do TJPE é uma das pioneiras do País. Ao longo dos seus 12 anos de existência, vem recebendo o reconhecimento nos trabalhos que desenvolve. Uma delas é o Selo Ouro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que é uma premiação pela capacidade de execução e de atendimento dos tribunais.

Fonte: FCB