Conteúdo da Notícia

TJCE inaugura nesta quarta-feira novas instalações do 22º Juizado Especial Cível de Fortaleza

Publicado em: 10-07-2018

As novas instalações do 22º Juizado Especial Cível de Fortaleza serão inauguradas, nesta quarta-feira (11/07), na Faculdade Ari de Sá, localizada no Centro da Capital. A solenidade terá início às 9h30, no Núcleo de Prática Jurídica, onde está localizada a estrutura judicial.

Estarão presentes o presidente do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), desembargador Gladyson Pontes; o coordenador estadual do Sistema dos Juizados Especiais, desembargador Mário Parente Teófilo Neto; a titular do Juizado, juíza Helga Medved; a coordenadora dos Juizados de Fortaleza, juíza Ijosiana Cavalcante Serpa; o defensor público Paulo Roberto Bentes; o presidente da Associação Cearense de Magistrados (ACM), juiz Ricardo Alexandre Costa; e o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – seccional Ceará (OAB/CE), Marcelo Mota. A solenidade contará também com o diretor-presidente do Grupo Ari de Sá, Oto de Sá Cavalcante; o diretor da instituição de ensino, professor Andrey Halysson Lima Barbosa; e a coordenadora do Curso de Direito, Marlene Pinheiro Gonçalves.

O 22º Juizado funcionava no bairro Luciano Cavalcante, e a transferência se deu conforme convênio, assinado no dia 14 de maio, entre o TJCE e a Faculdade Ari de Sá. A unidade dispõe de sala de espera, gabinete da juíza, espaços para Defensoria Pública e OAB, além de sala para audiências de conciliação, secretaria e balcão de atendimento.

Em Fortaleza, também funcionam em estabelecimentos de ensino superior: 9º Juizado (Centro Universitário 7 de Setembro – Uni7), 12º (Centro Universitário Estácio/FIC), 13º (Faculdade Metropolitana da Grande Fortaleza – Fametro), 21º (Centro Universitário Farias Brito – FBUni), 23º (Universidade de Fortaleza – Unifor) e 24º (Centro Universitário Faculdades Nordeste – UniFanor).

OS JUIZADOS

A Capital possui 24 Juizados Especiais, sendo 20 Cíveis (localizados nos bairros para descentralizar o atendimento) e 4 Criminais (sediados no Fórum Clóvis Beviláqua). As unidades foram criadas pela lei federal nº 9.099, de 26 de setembro de 1995. No Ceará, funcionam conforme a lei estadual nº 12.553, de 27 de dezembro do mesmo ano. O Interior do Estado possui 18 (falta instalar a 2ª em Caucaia).

Os Juizados Cíveis julgam causas cíveis de até 40 salários mínimos, envolvendo principalmente Direito do Consumidor. Até 20 salários, a pessoa não precisa de advogado e pode ela mesma ingressar com a ação. Na área criminal, analisam infrações de menor potencial ofensivo, cometidas sem violência e com pena de até dois anos de reclusão. Nesses casos, os infratores chegam ao Juizado após a Delegacia lavrar o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

SERVIÇO: Inauguração do 22º Juizado Especial na Faculdade Ari de Sá
DATA: 11/07/2018 (quarta-feira)
HORÁRIO: 9h30
LOCAL: Núcleo de Prática Jurídica da Faculdade Ari de Sá
ENDEREÇO: rua Gonçalves Lêdo, 1246 – Centro de Fortaleza