Conteúdo da Notícia

Abordagem da mídia sobre criança e adolescente é tema de debate no XI Café Restaurativo

Publicado em: 23-08-2017

Apoiado pelo Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), o Instituto Terre des hommes Brasil realizou, nesta quarta-feira (23/08), o XI Café Restaurativo. O evento aconteceu no Espaço O Povo de Cultura & Arte e teve como tema “Os direitos humanos no contexto da criança e do adolescente: uma reflexão sobre a abordagem da mídia”.

Com o objetivo de proporcionar diálogo com os profissionais da imprensa acerca da responsabilidade social dos veículos de comunicação na abordagem de pautas que envolvem o público infanto-juvenil, o evento contou com a participação do sociólogo Thiago Holanda, coordenador técnico do Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência (CCPHA) da Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE); da jornalista e professora Ana Márcia Diógenes, assessora institucional do Instituto Cuca; e do jornalista Plínio Bortolotti, diretor institucional do Grupo de Comunicação O Povo e apresentador do programa “Debates do Povo”, da rádio O Povo CBN 95,5 FM.

Segundo Thiago Holanda, em 2017, 2,4 adolescentes são assassinados por dia em Fortaleza. “Se a gente não der voz, visibilidade e mostrar o que há por trás desse índice, são só números. A gente não mostra a realidade”, disse.

A jornalista Ana Márcia ressaltou que essa é uma realidade ainda pouco conhecida na sociedade. “A gente se admira com esses números, com as falas dos jovens, mas esse é o cotidiano da periferia”, destacou.

Na ocasião, Plínio Bortolotti afirmou que a principal fonte do jornalista nesses casos que envolvem criança e adolescente acaba sendo a polícia. “Em boa parte das vezes a família não fala. Na sociedade que vivemos, tudo acaba sendo culpa da mídia, mas não se pode comparar esses programas policiais à mídia tradicional”.

Após as palestras, foi aberto debate com os demais participantes da iniciativa, composto por profissionais de imprensa, assessores de comunicação de instituições governamentais e organizações da sociedade civil que atuam direta e indiretamente com políticas e projetos voltados para a criança e o adolescente e estudantes de comunicação.

O Café Restaurativo é um momento de formação diferenciada por sua acolhida e pela informalidade, cuja intenção é reunir pessoas envolvidas em determinado tema para promover discussão, troca de saberes e construção articulada de novas propostas de intervenção.