Conteúdo da Notícia

Programação artística marca encerramento da campanha “Setembro Amarelo” no Judiciário

Publicado em: 30-09-2019

Música, poesia e teatro marcaram o encerramento da campanha “Setembro Amarelo” no Poder Judiciário estadual, nesta segunda-feira (30/09), no Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). A mobilização ocorreu ao longo deste mês e realizou várias ações de valorização da vida e de prevenção ao suicídio no Tribunal e Fórum Clóvis Beviláqua.

A idealizadora da mobilização, desembargadora Lisete Gadelha, destacou o compromisso do Judiciário para com a sociedade e a saúde mental. “Nós todos somos valorosos, a nossa vida é relevante, é ímpar. Problemas todos temos e precisamos aprender a superá-los”, disse a magistrada.

Durante o evento, grupos musicais da Escola Municipal Professor Antonio Girao Barroso e da Escola Municipal Professora Terezinha Ferreira Parente fizeram apresentações. A estudante Raíssa Santos, da Escola José Carvalho, recitou poesia sobre a importância de oferecer a mão para aqueles que precisam.

O grupo de teatro do Programa de Ação Integrada para o Aposentado (PAI), gerenciado pela Secretaria do Planejamento e Gestão do Estado, apresentou a atração teatral “Eles e Elas”, da diretora Katiana Monteiro. Teve, ainda, apresentação da Banda Pedro Alcântara Filho, da Escola Terezinha Parente, tocou uma Fanfarra.

A servidora Célia Damasceno ressaltou a necessidade de discutir a temática com o público jovem e com aqueles que estão próximos da aposentadoria. “É importante que haja um encaminhamento e a promoção de conhecimento sobre a saúde mental para os servidores, porque muitos não estão preparados para o momento da aposentadoria.”

No Fórum Clóvis Beviláqua, o encerramento também foi acompanhado pelos colaboradores por meio de telão montado no hall da entrada secundária. A transmissão foi assistida por dezenas de pessoas que durante o mês todo também participaram da programação.

Iniciada no dia 9 de setembro, a campanha promoveu palestras, dinâmicas e escutas psicológicas no TJCE e FCB, com o objetivo de conscientizar os integrantes do Poder Judiciário sobre a prevenção ao suicídio e sobre a importância da saúde mental. As ações contemplaram tanto o público interno da instituição, como estudantes e a sociedade em geral.