Conteúdo da Notícia

Programa de Modernização do Judiciário inclui maior produtividade e aprimora serviços ao cidadão

Publicado em: 01-04-2019

O presidente do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), desembargador Washington Araújo, esteve reunido, nesta segunda-feira (01/04), com a vice-presidente, desembargadora Nailde Pinheiro, o corregedor-geral, Teodoro Silva Santos, e demais desembargadores para apresentar o Programa de Modernização do Judiciário (Promojus).

A iniciativa tem como objetivo promover aumento da produtividade, maior celeridade e efetividade na prestação jurisdicional por meio da modernização da Justiça estadual, resultando assim em melhor atendimento ao cidadão. O programa prevê aperfeiçoar a gestão judiciária, aprimorar os serviços ao cidadão e incrementar a sustentabilidade institucional.

Durante a reunião, o desembargador Washington Araújo destacou que a iniciativa é um projeto para o Poder Judiciário e não para uma gestão. “Nosso orçamento não contempla recursos para investimento, então é preciso trazer esses recursos de fora. Houve sinalização do Poder Executivo de que podia se seguir nessa linha e esses recursos servirão para a modernização do Judiciário”, afirmou.

O magistrado disse ainda que serão feitos “investimentos em tecnologia da informação, segurança da informação, inteligência artificial, aprimoramento dos processos de trabalho, humanização dos espaços físicos e sustentabilidade financeira do Judiciário para que a população seja atendida com mais conforto”.

De acordo com Sérgio Mendes, secretário de Planejamento e Gestão do Tribunal, “uma vez que o programa tenha sucesso, ele coloca o Judiciário cearense em outro patamar. É um programa que se propõe, em cinco anos, transformar a Justiça estadual”.

O secretário ressaltou que “são projetos transformadores que, cessado o programa, realizados todos os investimentos, todos os projetos, você tem um outro formato de serviço ao cidadão, uma outra gestão, uma nova realidade em termos de procedimentos, em termos de informação, tecnologia e pessoas.”