Conteúdo da Notícia

Presidente do STF nega candidatura

Publicado em: 08-01-2009

08.01.2009

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, assegurou ontem não ter nenhum projeto político-partidário para 2010. Essa foi sua reação ao ser indagado sobre especulações de que poderia ser candidato a vice-presidente numa chapa encabeçada pelo PSDB. Mendes é amigo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), que o nomeou para ministro do STF.

Na presidência do STF desde o dia 23 de abril de 2008, Mendes tem viajar pelo País e para o exterior difundindo, como explicou, avanços do País na área do Judiciário. Essa agenda acabou despertando comentários de que poderia estar em campanha para a vice-presidência na chapa do governador de São Paulo, José Serra (PSDB), ou ainda disputar o Governo do Mato Grosso, seu Estado natal.

Gilmar Mendes reiterou que não tem planos eleitorais em 2010, ao deixar Fortaleza ontem após cerca de 10 dias de férias.

As atividades do STF serão retomadas a partir de 2 de fevereiro e, conforme o presidente do órgão, com pauta que promete polêmica. Mendes citou a questão da demarcação das terras na reserva indígena Raposa Serra do Sol, o caso relativo ao aborto em fetos anencéfalos e o projeto de emenda constitucional (PEC) que trata do aumento do número de vereadores em todo o País, que chegou a provocar uma crise entre Senado e Câmara dos Deputados.