Conteúdo da Notícia

Com videoconferência, TJCE amplia em 10% número de pretendentes à adoção em 2020

Publicado em: 16-11-2020

O Judiciário do Ceará concluiu o IX Curso Preparatório Online de Pretendentes à Adoção de 2020 na última sexta-feira (13/11). Nessa edição, participaram 118 pessoas (54 casais e 10 solteiros) residentes em 26 comarcas, além do professor Fernando Melo, intérprete de Libras que possibilitou a acessibilidade no treinamento. Ao todo, durante o ano, foram capacitados 307 interessados em adotar (entre casais e solteiros) de 79 municípios pertencentes a todas as 14 Zonas Judiciárias do Estado. Com o resultado, o crescimento foi de 10% em relação a 2019, que contabilizou 277.

Os treinamentos foram conduzidos pela Comissão Estadual Judiciária de Adoção Internacional do Tribunal de Justiça do Ceará (Cejai-TJCE), em parceria com a Coordenação das Varas da Infância de Fortaleza, que desde maio têm feito capacitações por videoconferência devido à necessidade de distanciamento físico. Nos cursos, são abordados os aspectos jurídicos, legais e psicossociais da adoção. Além das aulas, os pretendentes precisam passar por outras etapas como avaliação psicossocial, entrevistas e visitas domiciliares, que também estão sendo realizadas a distância.

Assistente social da Cejai, Raquelina Arruda, informa que as avaliações feitas com os participantes têm sido positivas. “Dizem que essa modalidade [a distância] é mais acessível, que evita o deslocamento de uma comarca para outra, além de reduzir os gastos financeiros com transporte e hospedagem”.

O novo formato foi desenvolvido para permitir que, mesmo durante a pandemia, fosse viabilizado o andamento dos procedimentos de habilitação para que dessa forma os pretendentes pudessem ficar mais próximos do direito à convivência familiar com as crianças e os adolescentes que estão em unidades de acolhimento. “Sabemos que existem limitações por causa da qualidade da internet das diferentes localidades, mas através da videoconferência mais pessoas estão conseguindo acessar o curso”, destaca a servidora.

Maria Majadla, residente em Itapipoca, participou do último curso. “Achei maravilhoso. Nos informam tudo bem direitinho, bem explicado, além de ser bem prático”. Ela revela a expectativa pela adoção. “Já tenho um casal de filhos do meu primeiro casamento e quando casei pela segunda vez já não podia mais ter filhos, aí decidimos, eu e meu marido, adotar. Estamos muito empolgados, e talvez meus filhos sejam os mais ansiosos com a possibilidade do crescimento da família”.